Poderíamos dizer que branding faz referência a uma estratégia de marketing, ou quem sabe de publicidade, que busca alcançar um objetivo fundamental e básico para qualquer empresa: aumentar a rotação das vendas.

Entretanto, vai um pouco mais além desta definição. Agora, para poder definir este termo, primeiro falarei um pouco de história, e também entrarei para definir dois termos chave e ue podem gerar um pouco de confusão, sobretudo em nossos clientes: identidade e imagem.

Algo de história

Poderíamos dizer que as primeiras formas de branding nascem ao mesmo tempo que nossa espécie foi evoluindo. O aumento da nossa inteligênci, o desenvolvimento de nossa linguagem e a construção de nossa sociedade primitiva e suas consequentes redes sociais nos levam à necessidade de nomear as coisas, criar conceitos e palabras que facilitam a nossa comunição. Também passamos a colocar nomes também a nós mesmos, e aqui está presente um dos conponentes do branding: o naming, que é dar nomes às coisas, ou, em nosso caso, uma marca ou produto.

Branding en Conceptod

Adiantando-nos um pouco no tempo, podemis ir ao longínquo oeste americano, na éoida dos cowboys e dos quatreiros. Estes últimos teniam uma necessidade principal: marcar o gado para que cada fazenda pudesse identificar aos seus bois e evitar confusões. Então, criaram as ferramentas de marcar gado com ferro e calor, e lhe dão um valor agregado para nsoso branding, que é o logossímbolo impresso na pele do gado.

Adiantando-nos um pouco no tempo, podemis ir ao longínquo oeste americano, na éoida dos cowboys e dos quatreiros. Estes últimos teniam uma necessidade principal: marcar o gado para que cada fazenda pudesse identificar aos seus bois e evitar confusões. Então, criaram as ferramentas de marcar gado com ferro e calor, e lhe dão um valor agregado para nsoso branding, que é o logossímbolo impresso na pele do gado.

Branding en Conceptod

Passando pelo ato de nomear coisas, objetos, animais e pessoas, agora tempos um identificador visual que cria a marca de uma fazenda ou proprietário particular. Temos branding!

Desde que nascemos, somos marca. No hospital, nos colocam uma marquinha com o nome dos nossos pais, o quarto de nossa mãe e nosso tipo de sangue. Começamos a crescer e adquirir gostos, desgostos, uma formade pensar, de vestir e até mesmo um estilo de caminhar. Tudo isso nos faz únicos: ninguém poderá jamais ser igual a nós, no máximo se assemelhar, mas nunca ser igual. Assim como as marcas, uma boa estratégia de branding deve garantir que a marca ou produto seja único, que não exista outro igual.

Branding en Conceptod

E é aqui onde entramos para definir estes dois termoos que mencionei previamente: identidade e imagem. Dois termos que geram uma confusão e um mal uso por parte de nossos clientes e pelo público em geral. E isso se faz evidente qando ouvimos frases como "Onde encontro o manual de magem da empresa?", ou "por favor, coloque a imagem da empresa nesse portfolio de serviços".

Identidade

Assim como nós decidimos que marca de roupa usar, que cor usar para a festa do sábado, que música ouvir e a que restaurante sair a comer, também decidimos que cor usar no logossímbo, como criar sua geometria, o tom nas comunicações da marca, o tipo de abordagem com o público, etc. Claramente, usamos ferramentas de estúdio e de conhecimento para tomar uma decisaão correta: estudos de mercado, pesquisas, grupos focais, entre outros.

Imagem

O fato de colocarmos uma calça azul e uma camisa branca comunica algo para as pessoas que estão ao nosso redor e com quem temos algum contato. Usar uma marca, consumir um produto, nossa banda preferida, o grupo social ao que decidimos percenter, etc., saão os elementos de comunicação que fazem que as outras pessoas pensem algo e tenham uma imagem de nós, é algo que não podemos controlar, e é aqui quando a frase "só temos uma oportunidade de gerar uma boa impressão" toma força.

Portanto, a imagem e de geração espontânea. Não podemos controlar o que as pessoas pensem ou opinem de nós e de nossos gostos e personalidade.

Entretanto, podemos fazer que as pessoas nos veam da forma que queremos, e que a imagem gerada de nós mesmos nos seja favorável e nos ajude a alcançar nossos objetivos. E tudo isso se aplica igualmente às marcas: desenhando uma identidade adequada, inteligente e acertada, poderemos gerar uma boa imagem em nosso público alvo, concorrência e público em geral. E isto é branding!

Para resumir: podemos desenhar a identidade da nossa marca, mas a imagem é de geração espontânea. Portanto, o brandind é uma ferramente que nos permite alinhar nostra estratégia de identidade com a identidade gerada em nosso público.

De agora em diante, poderemos corrigir nossos clientes e ensiná-los que a forma correta é "Onde encontro o manual de identidade da empresa?", ou "por favor, coloque a identidade da empresa no portfólio de serviços".